Regivane Brito troca as arenas pelo agronegócio

By: Jorge Cardoso - PBR Brasil -  quarta-feira, 30 de agosto de 2017 @ 16:55

Foto por Alberto Gonzaga

Os fãs de montarias em touros acompanharam as últimas montarias da carreira do competidor Regivane Brito durante a final da temporada 2017 do Monster Energy PBR em Barretos, realizada de 17 a 20 de agosto.

Apaixonado pelo esporte desde pequeno, Regivane trilhou uma carreira sólida e cheia de importantes conquistas. Aos 32 anos, ele se lembra do dia em que viu pela primeira vez uma montaria e decidiu que aquilo seria sua profissão.

Essa paixão o levou a treinar com touros pequenos, sempre focando os grandes eventos. “Meus pais não gostavam muito não, mas mesmo assim eu ia. Tinha medo de me machucar, mas fazia de tudo para que isso não ocorresse. Só que eu sempre estava lá com os meninos, escolhendo os garrotes e montando”.

Desde que começou a montar profissionalmente, uma de suas metas era chegar à PBR Brasil. “Eu estava em uma boa fase e recebi o convite para participar. Aos poucos fui crescendo dentro do campeonato, conquistando bons resultados e atingi a vontade que eu tinha de estar entre os melhores competidores do país”, diz.

Regivane entrou na PBR Brasil no início de 2007. Seu primeiro evento foi a etapa de Dourados (MS). Em 2007, foi campeão em Sertãozinho (SP). De lá até a final da temporada 2017 em Barretos (SP) foram 23 eventos entre o TOP, e nove vezes finalista.  

Pelos caprichos do destino, o último touro encarado por Regivane leva um nome inspirador: Auto Estima, da Cia Doca. “Foi realmente para fechar um ciclo feliz e realizado”, brinca. “Saio com o coração apertado por amar demais esse esporte, onde fiz muitos amigos que considero como família mesmo, conquistei muitas coisas. Saio feliz por esse lado”, completa.

A partir de setembro de 2017, sua nova função é a de gestor em uma empresa. “Sou muito grato por ter esse emprego há anos, já que dividia com minha paixão pela arena. Vida nova, com novos desafios”, finaliza.