Valdiron volta às arenas com 40 anos de idade

By: por Justin Felisko (traduzido por Jorge Cardoso)  quarta-feira, 11 de março de 2020 @ 14:15

Foto por Bullstockmedia

Pela segunda vez em três anos, Valdiron de Oliveira teve uma mudança de ideia. O competidor insiste que seu retorno foi o que ele sempre esperou, depois de anunciar a aposentadoria na final mundial de 2018.

Valdiron revelou nesta semana que uma séria infecção gastrointestinal o fez se afastar das arenas pela segunda vez em 2018.

“Eu tive uma infecção no intestino”, disse Valdiron. “Isso foi o motivo de eu ter parado. Um médico no Brasil me recomendou parar por 6 a 7 meses. Eu não podia fazer nada. Era muito sério, uma infecção bem séria. Esse era o meu problema. Ninguém sabia, somente eu. Eu parei de montar, e apenas contei a alguns amigos que me perguntaram”.

O competidor de 40 anos de idade irá fazer sua estreia na Velocity Tour em Fresno, dia 21 de março.

Em um evento aberto no Cowtown Coliseum, na segunda-feira, Valdiron terminou em primeiro lugar.

“Eu venho preparando a minha mente”, disse Valdiron. “Meu corpo vai estar ok, tudo está ok. Isso é o que eu penso, que tem que trabalhar a cabeça. Você tem que estar focado. Esse é o mais importante. Eu penso nos movimentos que eu vou precisar fazer. Eu sei que estou mais velho, tudo fica mais devagar, mas eu vou tentar colocar em minha mente que sou o mesmo de 10 anos atrás.”

Oliveira se aposentou em 2016 após a Final Mundial, e voltou a competir em 2018 para tentar fazer a Final Mundial pela 11ª vez. Depois de um longo ano de hiato, Valdiron vai retornar novamente.

“Eu senti falta das montarias em touros, mas não muito, porque eu sabia que estaria de volta”, disse Valdiron.

Valdiron completou os 8 segundos em 429 saídas na elite da PBR, e é o quarto maior número na história. Ele já venceu 12 eventos no top, e por 23 vezes fez 90 pontos ou mais.

Em 2018, Valdiron completou o ano em 20º no ranking mundial depois de um começo com 12 paradas em 18 saídas.

Valdiron recebeu uma isenção de 5 eventos na ocasião, para conseguir voltar e ficar ranqueado no Top. Entretanto, desta vez ele terá que fazer por conta própria, se quiser voltar para o Unleash the Beast.

“O primeiro evento é sempre difícil, tentando voltar pra UTB, mas eu estou pronto para essa semana. Eu estou indo pra ganhar, e tentar voltar logo para o Top 20.”

Valdiron já ultrapassou a marca de 50 paradas em um único ano por 5 temporadas, e foi um forte candidato ao título entre 2008 e 2012.

Mas uma hérnia de disco mudou para sempre sua carreira,

Em 2011, ele ficou em 2º lugar. Em 2012 ele esteve dominando a temporada antes de machucar as costas, e cair para 4º lugar no ranking.

Ele fez um tratamento para a hérnia em 2012 no Brasil, e retornou a competição em 2013, depois de dois meses de fisioterapia com Nivaldo Baldo.

Por 4 anos consecutivos, Valdiron se classificou para a Final mundial, e depois mais uma vez em 2018, depois da cirurgia.

Ele se afastou do esporte em 2018, em parte por conta das dores nas costas. Valdiron disse ainda que o ano que ficou parado ajudou a curar alguma das dores que o impediam de montar direito.

O veterano sempre lutou com a aposentadoria. Em 2016, foi para o vestiário chorando depois de parar no Nailed e fazer 86,5 pontos no Round Final da World Finals em 2016. Era evidente que Valdiron achava que estava se aposentando cedo demais.

Em 2018, Valdiron não se aposentou com nenhum alarde. Ele apenas voltou ao Brasil e não revelou nada sobre sua infecção, apenas dizia que precisa parar por conta das dores nas costas.

Então por quanto tempo ele está de volta?

Valdiron disse que não tem certeza se ele irá montar até o final de 2020, ou se ele vai tentar voltar para mais uma temporada completa em 2021.

“Bom eu não sei, preciso ver como meu corpo vai reagir a isso”, disse Oliveira.

Valdiron deixou a infecção longe das notícias, e disse que precisou fazer tratamento com antibióticos e injeções por meses. Foi uma longa recuperação, e levou algum tempo, somente em setembro do ano passado ele ficou 100%.

Em janeiro, seu médico deu autorização para voltar a montar em touros, então Valdiron começou a fazer os planos para retornar aos Estados Unidos. Ele mudou-se mês passado, e começou seu treinamento.

De acordo com Valdiron, ele parou em 6 dos últimos 7 touros que montou, está treinando na academia por 4 horas, durante 3x na semana. “Eu me sinto o mesmo do que com 18. Eu me sinto bem, me sinto forte, e me sinto pronto. Eu tenho treinado todos os dias”.

Não é tarefa fácil competir para o título mundial com 40 anos de idade, e Valdiron vai fazer 41 agora em julho. Mas não está fora de possibilidade se classificar para a World Finals pela 12ª vez, desde a sua estreia na PBR em 2007.

Valdiron acredita que tem que buscar a Finals da mesma forma que faria para disputar um título mundial.

“Ainda é a mesma coisa. Eu quero muito, e quero ser campeão mundial, não importa o que”.