Dalton Kasel vence em San Antonio com direito a marca histórica

By: Jorge Cardoso  segunda-feira, 4 de outubro de 2021 @ 08:46

Foto por Bullstockmedia

Dalton Kasel venceu pela segunda vez na temporada 2021 da PBR (Professional Bull Riders) Unleash The Beast ao parar nos três touros que encarou e ficar com o título de San Antonio, Texas, durante etapa realizada no AT&T Center nos dias 2 e 3 de outubro. O Rookie Of The Year 2019 garantiu ainda a segunda maior nota da história da PBR durante o round final.

O final de semana estava sorrindo para Kasel. Na abertura da etapa, o americano já chegou garantindo o primeiro round com uma parada de 89,00 pontos a bordo de Bar Fly. Por pouco não fica também com a vitória no segundo round, encerrando com a segunda colocação depois de marcar 88,50 em Off Campus — Cody Jesus foi o melhor com 89,25 em Twilight Zone.

No último round, o cowboy de 22 anos apostou todas as suas fichas na escolha do touro Woopaa, o número um do mundo neste momento, e conseguiu a histórica parada de 96,75 pontos, a segunda maior nota na história da PBR. A primeira está com o brasileiro José Vitor Leme, 97,75 pontos, também a bordo de Woopaa.

 

Com os resultados, Kasel somou 274,25 pontos no evento e faturou 155 pontos para o ranking mundial, subindo sete posições na tabela e estabelecendo-se como oitavo na corrida pelo título mundial, com 581,25 pontos.

Junior Patrik, Manoelito de Souza Junior e João Henrique Lucas encerraram entre os cinco melhores da noite. Um detalhe interessante é que os três terminaram o primeiro round empatados na segunda colocação com 88,50 pontos.

O resultado é favorável a Junior Patrik. Ao final, ele foi o segundo melhor da etapa, totalizando 176,75 na somatória geral do evento e 83,50 pontos para o ranking mundial, encostando no TOP10 neste momento, com 533,50 na décima primeira colocação. No entanto, o resultado o coloca na liderança do Rookie Of The Year 2021, faltando pouco para a grande final mundial.

Patrik fez 88,50 em Cliff Hanger no primeiro round e 88,25 em Silver Lining no segundo round, mas não pontuou na final em Bubba G, por pouco, já que caiu aos 7,32 segundos.

Quem está demonstrando boa fase é Manoelito de Souza Junior, terceiro colocado em San Antonio, com 175,75 na somatória e 68 pontos no ranking mundial, carimbados depois dos 88,50 pontos do round um em Crossover e 87,25 em Party Animal na semifinal. Na final, ele ficou apenas 3,92 segundos em Oilfield Outlaw’s Yellow Feather. O capixaba está na 33ª colocação geral da UTB com 223 pontos.

João Henrique Lucas encerrou com a quarta melhor posição da etapa, com 175,25 pontos no agregado e 51,5 no ranking. João abriu a etapa com 88,50 em Lil Loco e fez 86,75 em Just Another Gangster no round dois. Em Born to Sin, na final, ficou apenas 2,57 segundos. O cowboy brasileiro é o vigésimo do ranking mundial com 373 pontos.

O campeão mundial de 2016 foi o quinto melhor, com 174,50 pontos na somatória geral. Cooper Davis somou mais 50 pontos para o ranking mundial, mas se mantém em terceiro com agora 1291,50, uma diferença de apenas 82,50 de Kaique Pacheco, vice-líder. Para José Vitor Leme, líder do mundial, a diferença é de 809 pontos.  

Davis saiu do primeiro round com 87,75 em Facetious, mas não parou em Midnight Rider no segundo round, voltando a pontuar apenas no round final, 86,75 em Bentley. Apenas Davis e Kasel tiveram pontos no último round.

A próxima parada da PBR será nos dias 9 e 10 de outubro em Greensboro, na Carolina do Norte, com etapa regular e a última disputa do 15/15 Bucking Battle da temporada.

 

Pendleton Whisky Velocity Tour

Em Hampton, na Virgínia, a vitória foi do brasileiro Marcos Glória, com duas paradas na etapa, valendo pela Pendleton Whisky Velocity Tour, uma de 88,50 em Quarter After na abertura do evento e 88 pontos em Wade Rock, no round final, já que a disputa foi apenas no sábado, 2.

 

Resultado de San Antonio

  1. Dalton Kasel, 89-88,5-96,75-274,25-155 Pontos .
  2. Junior Patrik Souza, 88,5-88,25-0-176,75-83,5 pontos.
  3. Manoelito de Souza Junior, 88,5-87,25-0-175,75-68 pontos.
  4. João Henrique Lucas, 88,5-86,75-0-175,25-51,5 pontos.
  5. Cooper Davis, 87,75-0-86,75-174,50-50 pontos.
  6. Cody Jesus, 0-89,25-0-89,25-40 pontos.
  7. Claudio Montanha Jr., 0-88,25-0-88,25-22,5 Pontos.
  8. Mason Taylor, 87-0-0-87,00-18 pontos.

(laço). Ramon de Lima, 87-0-0-87,00-18 pontos.

  1. João Ricardo Vieira, 0-86,75-0-86,75-15,5 pontos.
  2. Daylon Swearingen, 86,25-0-0-86,25-13 pontos.
  3. Jesse Petri, 0-86-0-86,00-12 pontos.
  4. Adriano Salgado, 0-85,75-0-85,75-11 pontos.
  5. Silvano Alves, 83,25-0-0-83,25-11 pontos.
  6. Marco Eguchi, 80,25-0-0-80,25-2 pontos.

Kaique Pacheco, 0-0-0-0,00

Boudreaux Campbell, 0-0-0-0,00

Mauricio Gulla Moreira, 0-0-0-0,00

Derek Kolbaba, 0-0-0-0,00

Keyshawn Whitehorse, 0-0-0- 0,00

Chase Dougherty, 0-0-0-0,00

Rafael Henrique dos Santos, 0-0-0-0,00

Marcelo Procopio Pereira, 0-0-0-0,00

Eduardo Aparecido, 0-0-0-0,00

Austin Richardson, 0-0 -0-0,00

Cole Melancon, 0-0-0-0,00

Ezekiel Mitchell, 0-0-0-0,00

Thiago Salgado, 0-0-0-0,00

Conner Halverson, 0-0-0-0,00

Lucas Divino, 0-0-0-0,00

Fernando Henrique Novais, 0-0-0- 0,00

J.T. Moore, 0-0-0-0,00

Cody Casper, 0-0-0-0,00

Leonardo Lima, 0-0-0-0,00

Kyle Jones, 0-0-0-0,00

Lane Nobles, 0-0-0-0,00

Dalton Krantz, 0-0-0-0,00

Alvaro Aguilar Alvarez, 0-0-0-0,00

Lucas Fideles Souza, 0-0-0-0,00

Wallace Vieira de Oliveira, 0-0-0-0,00